ALTA DEMANDA POR CARNE DE PORCO IMPULSIONA CRESCIMENTO DA SAUDALI | ASEMG

ALTA DEMANDA POR CARNE DE PORCO IMPULSIONA CRESCIMENTO DA SAUDALI

Publicado em 9 de novembro de 2021

Dados do IBGE mostram que o consumo per capta da carne de porco registrou aumento 14%.  Na Saudali, perspectiva é encerrar 2021 com lucro de R$ 49 milhões. Em expansão, frigorífico reformula identidade visual, redistribui portfólio de produtos e lança campanha de marketing como preparação para a nova onda de crescimento do setor

O aumento do consumo da carne de porco vem crescendo exponencialmente no Brasil. Nos últimos cinco anos, a quantidade per capita da proteína animal ingerida no país aumentou 14%, passando de 14,47 quilos registrados em 2015 para 16,86 quilos em 2020, segundo o IBGE. O abate de suínos atingiu seu recorde, chegando a 13,04 milhões de cabeças de suínos no segundo trimestre de 2021 – uma alta de 7,6% ante ao mesmo período de 2020 e de 2,9% frente ao primeiro tri. A Saudali é um exemplo desse movimento. De acordo com Desidério Guimarães, diretor-procurador da empresa mineira especializada no abate de suínos e produção de alimentos derivados, houve alta de abate e outros números no período da pesquisa: “Registramos, no 2º trimestre de 2021, o aumento de 2,17% no abate de suínos, 35% no faturamento geral da empresa e 25% no preço médio do produto”, comenta.

Com 21 anos de atuação, a Saudali está localizada na região do Vale do Piranga, um dos maiores e mais influentes polos de suinocultura independente do país. Em 2020, o faturamento da empresa foi de R$ 755 milhões, com R$ 41 milhões de lucro registrado. Atualmente, a empresa gera 1.700 postos de trabalho diretos e cerca de 3.000 indiretos, entre representantes comerciais autônomos, promotores de venda, prestadores de serviço e fornecedores. A empresa possui atuação no Espírito Santo e dois times de venda que atendem os 1.300 clientes ativos as regiões Centro-Sul e Serra-Norte. A expectativa é que a Saudali feche o ano com faturamento total de R$ 903 milhões e lucro de R$ 49 milhões.

Para Adriano Pacheco, diretor Comercial da Saudali, esse resultado é fruto da estratégia de atender a demanda crescente do mercado interno, sem deixar a exportação, que hoje é realizada para 16 países: “A Peste Suína Africana dizimou 60% do plantel chinês e grande parte dos frigoríficos brasileiros intensificaram as exportações para a China. Porém, como bons mineiros que somos, ficamos atentos ao mercado interno. Com a alta da carne de boi, vislumbramos novas oportunidades para o Lombo, a Picanha Suína e a Costela de Porco. Temos preços competitivos, ótima logística, capacidade de produção e variedade de produtos. Por isso, os excelentes resultados devem seguir nos próximos anos”.

De cara nova para continuar a crescer

Visando o crescimento de mercado, porém com o cuidado de não perder sua origem simples e mineira, a Saudali Alimentos está lançando em outubro uma nova identidade visual para a marca e para os rótulos dos produtos. Com mais de 230 itens congelados, resfriados, especiais temperados e in natura, os itens foram reposicionados nas linhas Saudali, Apreciatta e Saborear, de acordo com seus atributos.

Como os produtores são também sócios da empresa, os produtos apresentam procedência e padrão de qualidade superior, refletindo no sabor. A confiança dos nossos consumidores na qualidade dos produtos permite que cada refeição seja realmente um momento de partilha, de resgate do prazer de conviver, de comer juntos e todos os demais ritos que constroem nossa memória afetiva”, conta César Godoi, supervisor de Marketing e Comunicação da empresa. Por esse histórico, a evolução da marca reflete um dos principais valores da empresa, o acolhimento. E os novos rótulos foram pensados para trazer com clareza as informações sobre as características dos produtos, valorizando o simples, bem-feito.

Valor que a Saudali preza em pôr na mesa dos apaixonados pela boa carne de porco e de peixe. Para dar tom à sua nova fase, a empresa conta com a dupla sertaneja César Menotti e Fabiano como embaixadores da marca. Eles visitaram o frigorífico para conhecer o processo de produção, atentos às etapas essenciais para garantir sabor aos alimentos comercializados. Além da rastreabilidade dos animais, a marca tem como diferencial o propósito da empresa, de conectar as pessoas às suas origens a partir do sabor.  Por isso, cada produto tem o gosto da receita caseira e a praticidade que a vida contemporânea exige.

 

 

Divulgação

 

 

 

 

Filiado à ABCS