ASEMG PROMOVE SEMINÁRIO DE PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES DO SETOR DE SUÍNOS DO ESTADO JUNTO AO GOVERNO DE MINAS GERAIS | ASEMG

ASEMG PROMOVE SEMINÁRIO DE PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES DO SETOR DE SUÍNOS DO ESTADO JUNTO AO GOVERNO DE MINAS GERAIS

Publicado em 10 de novembro de 2021

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (SEAPA-MG), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), Associação dos Suinocultores de Minas Gerais (ASEMG) e Associação de Frigoríficos de Minas Gerais, Espírito Santo e Distrito Federal (AFRIG), SINDUSCARNE e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), promoveram, no dia 27 de outubro, o Seminário de Promoção de Exportações do Setor de Suínos de Minas Gerais,  com transmissão através do canal do YouTube da SEDE.

O presidente da ASEMG, João Carlos Bretas Leite, que esteve presente no evento, afirmou que “O objetivo deste seminário é fazer com que as pequenas empresas, em nosso caso específico: os pequenos frigoríficos, consigam exportar. Buscando analisar quais são os fatores que impedem que nós exportamos, então vamos trabalhar juntos”, disse ele.

O evento iniciou com a fala de João Ricardo Albanez, Subsecretário de Política e Economia Agropecuária da SEAPA, sobre o setor de suínos do estado de Minas Gerais, ”Este seminário é o início da discussão da evolução que teve o setor, os potenciais compradores dos nossos produtos, os entraves sanitários e aduaneiros e também as possibilidades de recursos financeiros para os empreendedores buscarem novos mercados”, disse o subsecretário.

Seguidamente teve a apresentação do panorama do comércio internacional de suínos de Minas Gerais, exposto por Marcello Vinícius de Oliveira Faria – Diretor de Promoção de Exportações (Sede), onde mostrou que, dos 114 destinos das exportações da carne suína brasileira em 2020, os principais foram: China, Hong Kong, Singapura, Chile e Uruguai, gerando US$ 2.124.315.789,00 em todo o valor das exportações de carnes e animais da espécie suína pelo Brasil em 2020.

Em seguida, Andrea Parilla – Coordenadora Geral do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Mapa – explicou sobre os mercados potenciais para exportação de suínos, “De 2019 até outubro de 2021, contamos com 177 mercados abertos, com potencial para suínos, dentre eles, podemos destacar: Argentina, China, Colômbia, Singapura, Mianmar, Egito e Camboja’’, disse a coordenadora. Leandro Diamantino Feijó, Diretor do Departamento de Temas Técnicos, Sanitários e Fitossanitários do Mapa, acrescentou explicando os procedimentos sanitários para exportação de carne suína, “Para a exportação da carne suína, a indústria deve sinalizar o governo e a partir de então começar o passo a passo, que não é rápido, ou seja, não é da noite para o dia: Legislação/regulamentação, requisitos/exigências, questionários/informações, missões e certificado”, dissertou Leandro.

Alexandre Brito – Consultor de Negócios Internacionais do Centro Internacional de Negócios da Fiemg- deu seguimento ao seminário com a temática Exportação de Carne Suína: Operações e Procedimentos Aduaneiros, “O Centro Internacional de Negócios de Minas Gerais (CIN-MG), trabalha facilitando o processo de internacionalização das empresas, auxiliando na política comercial internacional e na diplomacia empresarial: Assessoria e consultoria, Capacitação empresarial, Promoção de negócios e o Certificado internacional”, afirmou Alexandre.

O evento deu seguimento com o painel de apoio para exportações feito pelo, Vinicius Marcos Souza Oliveira, gerente de relacionamento em negócios internacionais do Banco do Brasil, e Alexandre Drumond,Gerente de Negócios da carteira de agro de grandes empresas do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), onde apresentaram as possibilidades de empresas financiarem, em seus respectivos bancos, e o diferencial de cada linha. O seminário encerrou com o agradecimento da presença de todos os apoiadores, parceiros e participantes.

 

Seminário de Promoção de Exportações do Setor de Suínos de Minas Gerais

 

Por Ana Clara Parreiras

 

Filiado à ABCS