ASEMG RECEBE WORKSHOP DE DOENÇAS VIRAIS DE IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SUÍNOS | ASEMG

ASEMG RECEBE WORKSHOP DE DOENÇAS VIRAIS DE IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SUÍNOS

Publicado em 16 de outubro de 2019

Na última quinta-feira (10/10), em conjunto,  Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) a Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (ASEMG), Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG), Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos (ABEGS) , Associação dos Médicos Veterinários Especialistas em Suínos (ABRAVES), Associação dos Médicos Veterinários Especialistas em Suínos de Minas Gerais (ABRAVES-MG) Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Associação dos Suinocultores do Vale do Piranga (ASSUVAP), Associação dos Suinocultores do Triângulo e Alto Paranaíba (ASTAP),  e Associação dos Produtores Integrados de Suínos do Estado de Minas Gerais (APROIMG) realizaram o Workshop Sobre Doenças Virais de Importância na Produção de Suínos. O evento também contou com o apoio da Embrapa, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) realizou o Workshop Sobre Doenças Virais de Importância na Produção de Suínos e o patrocínio da Fazenda São Paulo e Santander.

O workshop teve como objetivo a busca da manutenção da sanidade do rebanho suíno e a melhoria da vigilância à campo e contou com a presença de profissionais que atuam em diversas áreas da cadeia produtiva de suínos.

A convidada para ministrar o workshop foi a especialista em epidemiologia das doenças infecciosas, a doutora veterinária Masaio Mizuno Ishizuka. Além da fala da doutora Masaio, palestraram representantes de outras instituições, contribuindo com temas relevantes ao evento.  A médica veterinária e diretora técnica da ABCS, Charli Ludtke, apresentou sobre a peste suína clássica no estado do Ceará.

Representando o Instituto Brasileiro de Agropecuária (IMA) Júnia Mafra explanou sobre o papel do serviço veterinário no atendimento e sobre as enfermidades de notificação obrigatória. Para finalizar o auditor fiscal federal agropecuário Serguei Brener falou sobre o serviço veterinário oficial nas doenças vesiculares em suínos.

O presidente da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (ASEMG) João Carlos Bretas Leite afirma que; sediar atividades que incentivam a proteção dos plantéis faz parte do papel da associação. “A sanidade do rebanho é imprescindível para a saudabilidade e qualidade do plantel suídeo mineiro, daí a necessidade de apoiarmos e incentivarmos eventos como este”, disse Leite.

A iniciativa está em andamento em todo o Brasil e, em Minas, já aconteceu em Patos de Minas, região polo da suinocultura mineira.

 

Filiado à ABCS