GPA, EM PARCERIA COM A ABCS PROTAGONIZA INICIATIVA PIONEIRA E LANÇA CARTILHA SOBRE BIOSSEGURIDADE E BEM-ESTAR ANIMAL NA SUINOCULTURA | ASEMG

GPA, EM PARCERIA COM A ABCS PROTAGONIZA INICIATIVA PIONEIRA E LANÇA CARTILHA SOBRE BIOSSEGURIDADE E BEM-ESTAR ANIMAL NA SUINOCULTURA

Publicado em 13 de janeiro de 2022

A Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS), esteve presente em dezembro , no evento de lançamento da “Cartilha Orientativa de Biosseguridade e Bem-Estar Animal (BEA)”, desenvolvida pelo GPA, uma das maiores redes de varejo alimentício do país, responsável pelas bandeiras Extra e Pão de Açúcar, para os fornecedores de suínos do Grupo. O material foi construído em parceria com a ABCS, por meio do Plano de Desenvolvimento de Suínos (PDS), uma iniciativa pioneira que trabalha a categoria nas bandeiras do Grupo desde 2019, e visa preparar as granjas de suínos para as novas exigências do GPA frente a adequação da produção com foco na ética, responsabilidade e sustentabilidade. O Grupo que tem o bem-estar animal como um de seus temas prioritários dentro da estratégia de sustentabilidade desde 2016, é a única empresa de varejo alimentar presente no índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3), que analisa a performance das empresas listadas na Bolsa de Valores do Brasil sob diversos aspectos, incluindo o de sustentabilidade corporativa e equilíbrio ambiental.

Atento às mudanças da sociedade e anseios dos consumidores, o GPA vem evoluindo suas práticas em relação ao bem-estar animal nos últimos anos, culminando na ampliação de seu compromisso público para as cadeias de suínos, bovinos e frangos de corte, em 2020 – uma vez que já possuía compromisso em relação aos ovos desde 2017 – e divulgação de Política de Bem-estar Animal em 2021. Essa política construída pelo GPA, em parceria com academia, organizações da sociedade civil, teve a ABCS como uma das entidades consultoras, representando os produtores de suínos e trazendo as pautas da suinocultura para o debate, contribuindo para que a mesma fosse aplicável de acordo com a realidade brasileira. Para o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, o pioneirismo do lançamento da primeira cartilha significa a segurança de que a ABCS está percorrendo o caminho certo em prol de produzir com responsabilidade. “Temos orgulho de representar quase 20 mil suinocultores que fazem do Brasil o 4° maior produtor e 4° maior exportador de carne suína no mercado mundial. Esse destaque nos faz uma potência, mas também precede um conjunto de responsabilidades e desafios inerentes à cadeia. Assim, o Bem-Estar Animal, o uso prudente de antibióticos, a sustentabilidade entre outros fatores é para nós parte da construção do nosso futuro. É necessário liderar e participar dessas discussões para o aprimoramento da atividade. É o caminho do diálogo aberto com todos aqueles que estiverem dispostos a contribuir e nos ajudar a sermos maiores e melhores.”

O material é orientativo, possui uma linguagem simples e didática e é baseado em conhecimentos científicos, com 36 itens de verificação baseados em promoção de bem-estar animal, biosseguridade com foco na manutenção da saúde do rebanho, uso responsável de antimicrobianos e gestão ambiental, respeitando os princípios de boas práticas de produção, legislações específicas e as exigências do mercado consumidor, cada vez mais atento a informações sobre a origem do alimento que chega a sua mesa. Importante ressaltar que o material pode ser atualizado conforme novas tendências de mercado, legislação e avaliação de risco. Para a Diretora Comercial de Perecíveis do GPA, Patrícia Mendes, o GPA é um dos grandes responsáveis por levar as demandas e preocupações do consumidor para dentro da cadeia até a produção, e por isso o trabalho vem sendo fortalecido, estreitando os canais de comunicação e relações que permeiam do campo à mesa dos consumidores. “Nós, do GPA, acreditamos em transformação, acima de tudo, em um ambiente sustentável e em uma cadeia cada vez mais responsável. Para isso, a união entre os agentes é a chave para que essa transformação seja eficiente. Trabalhamos dia após dia para entregar o melhor produto na mesa dos brasileiros e mais uma vez, este trabalho não é só nosso, nessa construção temos a ABCS como grande aliada e conselheira. Buscamos entregar todos os dias o melhor produto para o consumidor, com excelência e qualidade que nascem na fábrica de ração, passam pela granja, permeiam a indústria e terminam no carrinho do cliente. Trabalhamos há anos investindo na carne suína e sobre todos os seus propósitos. Um produto que se mostra como uma opção de excelente custo benefício para o cliente e rentável para o negócio, em um cenário de aumento expressivo no preço da proteína animal e todos demais desafios exacerbados pela pandemia. No final de agosto de 2021 publicamos nossa Política de Bem-estar Animal, fruto de um trabalho complexo que envolve todos os agentes da cadeia: produtores, processadores, Associações, ONGs, Universidades, Distribuidores e o consumidor. Nesta construção, a ABCS tem um importante papel como nosso grande aliado e conselheiro para a cadeia de suínos. Não fazemos nada sozinhos e diante deste desafio nosso principal motor é o engajamento que nasce no campo e permeia até nossas gôndolas.”

O evento de lançamento contou com a participação da zootecnista e Doutora em ciência animal, Carla de Andrade, que explicou o conceito de bem-estar animal, seus pilares e sua relevância para a qualidade final do produto, e também com uma apresentação do gerente de categoria da Dunnhumby, Gabriel Stabile, que trouxe uma análise do perfil dos consumidores do GPA que consomem produtos provenientes de bem-estar animal, mostrando o crescimento da preferência. Segundo ele, as vendas de produtos de bem-estar animal cresceram 4,5% em relação a 2020, com ganho em penetração de cestas e alto incremento financeiro, especialmente entre os clientes fidelizados e com mais poder de compra. O gerente de desenvolvimento de carnes do GPA, André Artin, ressaltou que um dos objetivos do GPA é evoluir dentro do tema. “Esse é um marco histórico no nosso trabalho e um passo pioneiro no varejo nacional. Temos evoluído ano após ano com relação a preferência do consumidor voltado a produtos provenientes de BEA. Vemos o potencial que a cadeia de carne suína tem dentro do tema e um mar de oportunidades em agregação de valor, construção de marcas e comunicação junto ao consumidor e temos trabalhado com investimentos massivos tanto em treinamentos, quanto em loja para evoluir a categoria de suínos ao patamar que ela merece. Nosso trabalho não pode ser feito sozinho, pois ele envolve engajamento e conexões. Temos a necessidade de unir a cadeia nesse engajamento, e nessa caminhada temos a ABCS como importante parceiro e a cadeia inteira pelo mesmo objetivo.”

A cartilha foi apresentada de maneira mais detalhada pelo médico veterinário e consultor da ABCS, que participou da construção do material, Iuri Pinheiro Machado. “A política do GPA é arrojada e com os pés no chão, participamos dessa discussão envolvendo os fornecedores com bastante transparência.” Ele destacou também que além de adotar as boas práticas é necessário comprová-las por meio de documentação auditável e evidências como verificação in loco, entrevistas, procedimentos operacionais padronizados, registro de treinamento e ficha de lote, além de elencar também as ações já adotadas pela cadeia produtiva. E para encerrar o evento, o gerente comercial do GPA, Edi Carlos Galvão, destacou que o tema é um caminho sem volta dentro da cadeia de produção animal. “É um tema que demanda transparência, co-responsabilidade, discussão e desenvolvimento conjunto entre todos os parceiros. Nosso objetivo é construir juntos um modelo sustentável. Temos uma parceria de quase 10 anos com a ABCS, que sempre nos ajudou a aprimorar essa categoria, construindo estratégias e contribuindo com o PDS com planos sempre muito bem elaborados e workshops. Fizemos diversas ações ao longo deste ano, estivemos juntos na Semana Nacional da Carne Suína (SNCS), com bastante interação junto do Jimmy Ogro que mostrou que a carne suína se encaixa em todos os modos de preparo e pratos. Agradeço a toda a ABCS e seu time que tem nos apoiado. Ao longo do ano de 2021 a categoria já cresceu 18% em relação ao ano anterior, totalizando mais de 220 milhões de reais vendidos e mais de 10 mil toneladas de carne suína, que pra nós é um marco e motivo de muito orgulho.”

 

Fonte: Matéria de publicação da ABCS.

Filiado à ABCS