ARGENTINA E CHINA ABREM PORTAS PARA A CARNE SUÍNA BRASILEIRA

O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento(MAPA), anunciou hoje duas boas notícias para o mercado suinícola brasileiro: a retomada das exportações de carne suína brasileira por parte da Argentina e a habilitação de mais um frigorífico autorizado a exportar para a China. “Estas são informações bastante positivas que tendem a impactar de forma positiva o mercado interno” comentou João Bosco Martins de Abreu, presidente da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg).
Argentina
“Está regularizada e reestabelecida a importação da carne suína brasileira pela Argentina”. Com essas palavras, o embaixador da Argentina no Brasil, Luis Maria Kreckler, comunicou o fim do embargo argentino à carne suína brasileira ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho. A reunião ocorreu nesta terça-feira (22), no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e contou ainda com a participação do cônsul argentino em São Paulo, Augustín Molin Arambarri.
Segundo o embaixador argentino, o secretário do Comércio Interior da Argentina, Guillermo Moreno, reuniu-se hoje com os importadores de carne suína para anunciar o restabelecimento da importação da carne suína brasileira. Este é o primeiro gesto argentino de regularização do comércio bilateral, após a reunião ocorrida na semana passada entre os ministros Mendes Ribeiro Filho, Antonio Patriota (Relações Exteriores) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) com o ministro argentino Héctor Marcos Timerman (Relações Exteriores) e o secretário Guillermo Moreno.
China
Mais um frigorífico brasileiro foi habilitado a exportar carne suína para a China. A decisão foi anunciada nesta terça-feira, dia 22 de maio, pelo governo chinês ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para uma unidade localizada em Uberlândia, Minas Gerais.
O presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), Pedro de Camargo Neto, confirmou que a unidade Uberlândia da BRF Brasil Foods foi liberada para exportar carne suína à China. A unidade soma-se a outras três que já estão embarcando a proteína ao país asiático – uma da Marfrig, uma da Aurora e outra da própria BRF. “É uma boa notícia, mas ao mesmo tempo pouco diante da expectativa que tínhamos”, disse Camargo
O Brasil continua em negociação para ampliar esta lista. O Ministério da Agricultura espera que outros 14 estabelecimentos de suínos sejam autorizados a exportar para a China ainda no primeiro semestre de 2012. O serviço de inspeção veterinário chinês está analisando a documentação e vai decidir se aprova esses estabelecimentos com base na análise dos relatórios de ações, que deve ser concluída até junho de 2012. Além disso, a autoridade sanitária chinesa realizou, em abril deste ano, visita in loco de estabelecimentos de suínos.
Fonte: MAPA com informações Asemg