ASEMG COMEMORA 41 ANOS COM DESAFIOS DE CONQUISTAS

Na data de hoje (30/04) a Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg) completa 41 anos de lutas, vitórias e muitos desafios. A entidade que teve sua fundação em Patos de Minas, contou com 8 presidentes que se dedicaram com o objetivo de tornar a suinocultura mineira uma atividade cada vez mais profissional, teve sua sede transferida em 2010 para Belo Horizonte  e tem como missão a defesa dos interesses e dos direitos dos suinocultores através da articulação política, da busca por uma remuneração justa ao produtor, ao fomento do consumo da carne suína e do desenvolvimento sustentável da cadeia suinícola.
Para conhecermos as novidades sobre as atividades de nossa entidade convidamos o nosso atual presidente, Dr. Antônio Ferraz de Oliveira, médico e suinocultor de Brumadinho, para uma breve entrevista.
 
O senhor foi empossado presidente há pouco mais de um mês, como se sentiu ao ser convidado para o cargo de presidente da Asemg?
Com um time desse compondo a chapa (José Arnaldo Cardoso Penna, José Maria de Almeida Assunção, Armando Barreto Carneiro, Roberto da Silveira Coelho, Ricardo dos Santos Bartholo, Márcio Cota, João Bosco Martins de Abreu, Manoel Teixeira Lopes, Dásio José Pinheiro, Mário Lucio Assis, Roberto Magnabosco, Leone Modesto, Fernando César Soraes, Carlos Augusto Karam, Etelvino Salgado) não há como não me sentir lisonjeado. Somos unidos e trabalhamos  com empenho e disposição total para desenvolver ações de interesses do suinocultores e da suinocultura mineira.
Quais as principais metas traçadas para o triênio 2013 – 2016?
Fortalecimento político, valorização da carne suína junto à sociedade, aumento do quadro de associados, aumento do número de participantes da Bolsa de Suínos, estreitamento de relacionamento entre produtores e frigoríficos.
Nestes dois meses de trabalho o senhor conseguiu que fosse formada a Frente Parlamentar  da Suinocultura Mineira.  Por que a Frente foi formada? Quais seus objetivos?
A Frente Parlamentar é uma das ações de fortalecimento político de nossa entidade, é ótimo poder comemorar tão rapidamente a criação deste importante canal de comunicação com o legislativo. Conseguimos esta conquista com o apoio dos deputados estaduais Glycon Franco Moreira e Gustavo Valadares, que tomaram conhecimento das nossas solicitações e aceitaram tornar-se presidente e vice, respectivamente, desta Frente Parlamentar, que irá trabalhar para a melhoria da suinocultura do nosso Estado.
O senhor pode citar quais as principais reivindicações serão feitas pela Frente Parlamentar?
Tributação de entrada de carne suína de outros Estados, criação do fundo GTA – Guia de Trânsito Animal, criação do “Dia da Carne Suína Mineira”, criação de mecanismos facilitadores para obtenção da licença ambiental para a suinocultura, inserção da carne suína nas refeições fornecidas pelo Estado (escolas, hospitais, presídios, abrigos, etc.), controle de estoque regulador de grãos (milho e soja), criação de seguro de crédito, criação de mecanismos facilitadores para participar nos leilões da CONAB, mudança no conceito de fiscalização ambiental: de punitiva para orientadora e educativa.
Como seria  o “Dia da Carne Suína Mineira”?
Assim  como as demais requisições, o “Dia da Carne Suína Mineira” já está em tramitação para ser criado e deverá ser no dia 30/04, data em que comemoramos o aniversário da nossa entidade, e será uma oportunidade de darmos destaque através da mídia e promovermos através do varejo campanhas de incremento da venda do nosso produto.
Qual a mensagem o senhor deixa para os suinocultores na data de hoje?
Somos uma entidade forte e referência nacional quanto à defesa dos interesses dos suinocultores mineiros e com a participação e dedicação de todos os envolvidos com o nosso setor conseguiremos tornar a suinocultura uma atividade cada vez mais importante e rentável. Conto com cada um de vocês para trabalharmos juntos nos próximos 3 anos.
Fonte: Assessoria de Comunicação Asemg