SEBRAE MG PREMIA O PNDS NO ESTADO COM MISSÃO INTERNACIONAL

Visitas técnicas em granjas, frigoríficos, bolsa de negociação de suínos vivos, associações, mercados de atacado e varejo de alimentos e supermercados comporão a pauta da Missão Franco-Ibérica

Com o objetivo de conhecer a cadeia produtiva suinícola em cidades pólo da Espanha e França, o Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS)  em Minas patrocinará uma Missão Internacional, entre os dias 18 a 31 de maio, para trazer tendências e práticas positivas para o projeto no Estado. O grupo tem representatividades em todos os pólos e instituições sendo: Sebrae Minas, Fernando Ataíde, Cláudio Gontijo e Marcos Alves,  da Asemg, Sabrina Cardoso e Roberto Magnabosco; Fernando Soares e João Leite representando a Assuvap e Saudali; Altair Olímpio e Guilherme Queiróz, da Astap e Suinco, comporão ainda representantes da ABCS, Marcelo Lopes, Fabiano Coser e Lívia Machado; João Fernando do Sebrae Nacional; Professor Josemar  Xavier da UNB e Valdecir Folador da Acsurs. “Serão realizadas visitas técnicas nas mais diversas áreas ligadas  a suinocultura europeia, o que dará aos integrantes dessa missão a possibilidade de conhecer as tendências de mercado e casos de sucesso que possam ser replicados na cadeia suinícola como um todo” explicou Fernando Ataíde, analista do Sebrae Minas
Catalunha na Espanha e Bretanha na França são regiões de maior concentração das atividades e palco de maior visitação. Mercado La Boqueria, Bolsa de Suínos da Catalunha (Mercolleida), Granja Escola OPP, Parque Tecnológico de Lleida, Frigorífico Guissona, Frigorífico Cooperl Arcatlantique (abate 22% suínos França), visita ao mercado atacadista internacional de Rungis, além de reuniões com: Uniporc Ouest, com os técnicos do Ministério da Agricultura, IFIP – Institut du Porc,  Inaporc – French Interprofessional Pork Council também fazem parte do itinerário da comitiva.
A Uniporc Ouest é uma associação sindical criada pela associação dos criadores de suínos que controla cerca de 87% da produção francesa fazendo a fiscalização da pesagem, avaliação da qualidade das carcaças e a rastreabilidade dentro dos abatedouros, inclusive atuando na calibração dos equipamentos. Já a Inaporc, segundo o diretor executivo da ABCS –  Fabiano Coser, é uma associação  que congrega entidades de diversos elos da cadeia suinícola francesa como por exemplo associação de produtores, associação de frigoríficos, associação de empresas exportadoras, entre outras e juntas lutam pela melhoria do setor. “O ganho maior que esta missão trará  a seus participantes é a absorção de informações, uma vez que percebendo in loco  situações diferentes em termos de organização setorial  fica mais fácil perceber que algo que parecia impossível pode ser perfeitamente colocado em prática” explanou Coser.
SEBRAE Minas, ABCS e ASEMG se reuniram na última sexta (04) para acertarem o roteiro e os procedimentos para o perfeito andamento das visitas técnicas. “Agradeço ao Sebrae Minas pela oportunidade de acrescentar novas experiências às nossas carreiras,  o que será determinante para impulsionarmos ainda mais o PNDS no nosso Estado através do contato com outras produções, além do conhecimento de formas de  comercialização, que terão futuras aplicações na nossa Bolsa de Suínos, o que fortalecerá nos ainda mais” disse Roberto Magnabosco, representante da Asemg
Fonte: Assessoria de Comunicação