1ª2ª ESPECIAL DISCUTIU CENÁRIO DOS GRÃOS

Ocorreu na última segunda-feira (01) mais uma edição do projeto 1ª2ª ESPECIAL que tem por objetivo proporcionar conhecimento a respeito de temas relevantes para o negócio dos suinocultores. “Foi um evento bastante interessante. Recebemos informações atualizadas sobre o cenário de grãos, que tem sido o maior gargalo de nossa atividade no momento, e através de três óticas  podemos  ter novas visões e assim tomarmos decisões mais adequadas sobre nossos negócios ”comentou  Dr. Antônio Ferraz, presidente da ASEMG.
O evento  que contou com a presença de aproximadamente 150 pessoas teve início com a palestra “ Gestão Estratégica da Nutrição de Suínos para as Fases de Recria e Terminação Frente a Atual Situação da Suinocultura” com o diretor do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal, Leandro Hackenhaar. “É na crise que falta dinheiro e é quando naturalmente, ou melhor, “forçosamente” buscam-se alternativas. Porém, devido à urgência e escassez de recursos, há uma redução do tamanho e variedade da cesta de soluções. Como a nutrição equivale a cerca de 70% do custo de produção do suíno, sendo aproximadamente 70% deste custo proveniente da alimentação de recria e terminação, a ração utilizada nestas fases grosseiramente representa 50% do custo de um suíno vendido. Portanto, ajustes na estratégia nutricional destas categorias animais têm elevado impacto no resultado, além de serem, em muitos casos, de fácil e rápida implementação” comentou o especialista.
A segunda palestra ficou por conta do gerente nacional da Cargill Agrícola S/A, Ronald Coulter Jr, que falou aos convidados sobre “Quais Fatores Devem ser Avaliados para a Compra de Grãos Frente à Instabilidade do Mercado”. “O setor realmente passa por um momento de altos preços e é primordial que o suinocultor tenha informações, se possível diárias, sobre o andamento do mesmo. Sabemos que as atividades do dia a dia são muitas mas o produtor precisa destes dados para tomar decisões acertadas. Este é um mercado extremamente volátil e a observação e entendimento do mesmo é a única alternativa para que se consiga fazer negócios favoráveis” disse o palestrante.
Após a palestra o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Marcelo Lopes, falou aos presentes sobre “Desafios e Oportunidades Para a Suinocultura Brasileira”. “Falar aos suinocultores mineiros foi um ato bastante necessário pois neste momento é importante atualizarmos as informações e deixarmos a cadeia ciente do que realmente está acontecendo, tendo em vista que muitas das notícias veiculadas são errôneas ou trazem dados que não refletem a realidade. Quero deixar também um alerta aos nossos líderes suinocultores mineiros que  assim que for confirmada nossa audiência pública, na Câmara dos Deputados, a presença dos mesmos em Brasília será primordial para que juntos possamos começar a construir uma política forte para a agropecuária brasileira” contou o presidente da ABCS, Marcelo Lopes.
Para  José Maria Assunção, diretor financeiro da ASEMG, foi um evento bastante produtivo. “ Conseguimos ampliar nossas visões a respeito das possibilidades de negociações e de alternativas relativas à nutrição, o que pode nos abrir horizontes diferentes e nos ajudar nesta empreitada. Também foi momento de encontrarmos os colegas suinocultores vindos de diversos lugares e dividirmos nossas experiências. Em nome da ASEMG agradeço a nossa parceira Nutron, que foi a patrocinadora desta edição da 1ª2ª e tornou possível as atividades do dia” agradeceu o diretor.
Por entendermos que apoiar a cadeia produtiva de suínos com conhecimento e tecnologias que ajudem os produtores a terem sucesso é um dever para a Nutron, acreditamos bastante na 1ª2ª ESPECIAL  e podemos concluir que foi um evento bastante interessante  pois pudemos proporcionar informação ao grande números de suinocultores mineiros que se fizeram presentes” comentou Leandro de Melo Pereira, coordenador técnico comercial da Nutron.
Após as palestras os convidados desfrutaram de pizzas gourmets com recheios elaborados à partir de cortes suínos.
Fonte: ASEMG