BOLSA DE SUÍNOS DE MINAS GERAIS SUGERE R$3,80 (QUILO DO SUÍNO VIVO)

Aconteceu há pouco a Bolsa de Suínos de Minas Gerais, onde representantes de produtores e frigoríficos discutiram o valor de comercialização do quilo do suíno vivo.
Suinocultores iniciaram as negociações conhecendo os dados apurados pelo MERCOMINAS e entendendo melhor a conjuntura na qual está inserido.
Representantes dos frigoríficos iniciaram as negociações informando sobre um mercado complicado com grandes dificuldades para colocação de produtos e apontaram  a oferta de suínos a valores abaixo do preço que vinha sendo praticado e devido a este motivo ofertaram o valor de R$3,50 para o fechamento da Bolsa.
Suinocultores discordaram e argumentaram que porque um produtor ofertou seus animais a um preço baixo não é motivo para que a comercialização  ocorresse a esse valor, uma vez que 84% das vendas ocorreram a R$3,80. E informaram que 17% dos varejistas entrevistados pelo MERCOMINAS pretendem incrementar o volume de compras, uma vez que a semana contará com retorno das aulas, carnaval e entrada da massa salarial.
Compradores comentaram que o mercado é soberano e que o mesmo aponta viés de baixa, uma vez que existe a entrada de carcaças tipo exportação vindas de outros Estados a valores inferiores aos encontrados em Minas e notícias de frigoríficos não participantes da Bolsa comprando a valores ainda menores.
As discussões persistiram por um bom tempo, até que foi encerrada a reunião com a Bolsa em aberto com a sugestão de R$3,80 para a comercialização do quilo do suíno vivo.
Fonte: Assessoria de Comunicação ASEMG.