BOLSA DE SUÍNOS DE MINAS GERAIS SUGERE R$4,50 PARA COMERCIALIZAÇÃO DO QUILO DO SUÍNO VIVO

A ASEMG reforça a todos que o mercado encontra-se em ascensão – alta procura por animais que seguem com peso médio leve

A Bolsa de Suínos de Minas Gerais teve início com os suinocultores afirmando que o mercado vem se comportando de forma bastante positiva e que o valor de comercialização praticado durante a semana anterior não poderia ser parâmetro para a discussão de hoje, pois o cenário mudou de forma vigorosa e mostraram que o preço médio dos cortes suínos no varejo subiu 0,22%.

Representantes dos frigoríficos afirmaram que a oferta encontra-se maior que a demanda e que seria impossível o repasse de uma alta ao mercado e sugeriram que a comercialização ficasse em R$4,00.

Através dos dados do MERCOMINAS, vendedores mostraram que o mercado está enxuto e disseram que o valor justo para o fechamento da Bolsa dessa semana seria de R$4,50. Ainda  afirmaram que 100% dos varejistas entrevistados pela pesquisa de mercado pretendem manter o volume de compras, que já é alto, demonstrando assim que a procura continua alta.
Compradores não concordaram e a Bolsa de Suínos de Minas Gerais permaneceu em aberto com a sugestão de preço em R$4,50 para comercialização do quilo do suíno vivo até o dia 23/11, quando haverá nova reunião.
Válido ressaltar que a Bolsa de Suínos de São Paulo  informou Bolsa os valores de R$ 81,00 a R$ 83,00/@ = R$ 4,32 a R$ 4,43/Kg vivo  (condições bolsa).