COGRAN, COOPEROESTE, SEBRAE, ABCS E ASEMG REÚNEM PRODUTORES DO CENTRO-OESTE PARA APRESENTAREM AÇÕES PARA A REGIÃO

ASEMG parabeniza as equipes de COGRAN e COOPEROESTE pela referência nacional na prestação de serviços ao produtor rural e pela mobilização dos suinocultores locais para o impotante evento. Instituições fortes são feitas por pessoas fortes!

Na tarde da última quarta-feira (28) cerca de 100 produtores e profissionais do setor de suínos do centro-oeste de Minas atenderam ao chamado da Cooperativa dos Produtores Rurais do Oeste de Minas (Cooperoeste) e da Cooperativa dos Granjeiros do Oeste Mineiro (COGRAN) e se fizeram presentes no Sindicato Rural de Pará de Minas para conhecerem  propostas de ações formuladas para a região pelo SEBRAE, ASEMG e ABCS. “Estamos passando por um período difícil e para conseguirmos sobreviver a estes tempos precisamos pensar em excelência em produzir, controle dos custos, união do setor para ações conjuntas e esses foram os pilares das ações desenvolvidas em parceria com o SEBRAE para a região de Pará de Minas” explicou o presidente da ASEMG, Dr. Antônio Ferraz.
As explanação da técnica do SEBRAE Minas, Fabiana Vilela, a respeito da situação do mercado de grãos foram seguidas do andamento da criação de uma central de compras para os setor de aves e suínos. Vilela também falou aos presentes sobre como aproveitar o biogás para a produção de energia elétrica e das possibilidades de parcerias entre produtores e o Sebrae. “O Sebrae está no momento de desenhar projetos para o próximo ano e tenho certeza de que a reunião serviu para mostrarmos aos suinocultores formas de tornarem seus negócios mais eficientes através do EDUCAMPO e até mesmo conseguirem monetizar ou utilizar na propriedade a energia gerada do biogás. O Sebrae é parceiro dos suinocultores da região de Pará de Minas e está à disposição de seus atores” comentou Fabiana.
O diretor executivo da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) também palestrou durante o evento. Ele falou aos suinocultores sobre as ações realizadas pela entidade nacional com o objetivo de melhoramento da cadeia e divulgação da carne suína para aumentar o seu consumo além de explicar como se formou o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS), suas ações e a importância da contribuição de todos. “Há alguns anos a ABCS, em parceria com o Sebrae, vem criando e executando uma grande diversidade de ações com o objetivo de tornar a cadeia mais eficiente e de incrementar o consumo da nossa proteína no país. Para darmos continuidade no primoroso trabalho que já vem sendo feito, é necessária a participação de todos os suinocultores. Tenho certeza que em breve poderemos realizar muitas ações junto a comunidade paraminense” disse Nilo de Sá.
Dando continuidade ao evento, os representantes da FAEMG, Wallisson Lara e Guilherme Oliveira falaram sobre critérios para o acesso ao crédito rural no estado e as alterações ocorridas junto à SEMAD após o fim da greve que assolou o órgão por 60 dias.
Finalizando o evento o consultor técnico do EDUCAMPO/SEBRAE, Leonardo Maciel,  palestrou sobre a importância da gestão de custos para as granjas, principalmente em tempos de crise e explicou o funcionamento deste premiado programa. “ O projeto Educampo é uma iniciativa fantástica do Sebrae Minas. Através dele conseguimos desenvolver junto aos consultores uma série de indicadores que facilitam o entendimento do nosso negócio e através deste entendimento, conseguimos pensar em processos e tecnologias que aumentam a eficiência da nossa granjas, diminuindo assim os custos e melhorando a rentabilidade do nosso negócio” narrou Gabriel Palotti, presidente da Cooperoeste, diretor da ASEMG e participante do programa.
“Foi uma tarde bastante construtiva. Agradecemos a cada um dos produtores que dispensaram um pouco do seu tempo para entenderem as ações propostas para a nossa região a fim de melhorarem os seus negócios.  Acreditamos na importância da união de todos os elos da cadeia para que possamos gerar ainda mais valores e benefícios ao polo do centro-oeste, único em Minas forte tanto no setor de aves, quanto no de suínos”, pontuou Donizete Ferreira do Couto, gerente de negócios da Cogran e conselheiro da ASEMG.
Fonte: Assessoria de Comunicação ASEMG