LÍDERES SUINÍCOLAS MINEIROS PARTICIPAM DA REUNIÃO SOBRE DIRETRIZES DA BOLSA

O evento aconteceu com o apoio do Sebrae Minas sob a chancela do MERCOMINAS

Na última segunda-feira (07) cerca de 30 líderes da suinocultura mineira estiveram reunidos na sede da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (ASEMG) para discutirem um tema de grande importância para o mercado suinícola no estado, a Bolsa de Suínos de Minas Gerais. “A melhor remuneração ao produtor é uma busca incessante da ASEMG e para que isso aconteça é preciso o engajamento de todos, fato comprovado através do resultado da última Bolsa acordada em R$4,40 onde a presença maciça dos produtores durante a negociação foi determinante para atingirmos este patamar” falou o presidente da ASEMG, Dr. Antônio Ferraz.
“É preciso contar com a presença do suinocultor, ele precisa se associar à ASEMG, participar do seu dia a dia, já que a entidade tem um importante papel político representando os direitos e necessidades do nosso setor junto as entidades do governo, levando conhecimento através de palestras e cursos de capacitação e tantas outras atividades que a associação realiza.  A Bolsa de Suínos apesar de não ser o único é o maior serviço da ASEMG prestado aos suinocultores mineiros, e que reflete  diretamente no dia a dia do nosso negócio, assim sendo é muito importante a presença do suinocultor, cada um precisa bancar a sua cota de sacrifício e se fazer presente durante as negociações e demais atividades da entidade.  Nós sabemos que não é fácil, mas precisamos de companheiros fidelizados, que tragam novas ideias, e que estejam presentes já que hoje as decisões estão concentradas nas mãos de poucos e que estão sobrecarregados. Alguns produtores acham pesado pagar a associação, mas se fizermos a conta de quanto isso representa  perto do faturamento do suinocultor o valor é ínfimo frente aos serviços prestados” disse Roberto Coelho, diretor da ASEMG.
O evento foi a segunda etapa do Fórum Estratégico da Carne Suína Mineira, uma solução integrativa MERCOMINAS, realizado em parceria com o Sebrae Minas e que tem por objetivo mapear toda a cadeia e em seguida produzir uma agenda propositiva de ações para o ano de 2016. “Para que possamos entender a suinocultura mineira e trabalhar para sanar todos os seus gargalos é preciso conhece-la a fundo, assim sendo estamos reunindo vários segmentos da mesma para que possamos desenhar o perfil, as necessidades do setor e traçarmos as ações adequadas. O Fórum realizou no dia 25/11 uma rodada com  pesquisadores, acadêmicos e representantes de órgão governamentais, na última segunda foi a vez dos suinocultores e ainda neste ano agendamos reunião com representantes do varejo participantes da pesquisa de mercado MERCOMINAS” explicou Gustavo Vanucci, CEO da Vanucci Consultoria e consultor contratado pelo Sebrae Minas.
O MERCOMINAS encerra 2015 com a consolidação do resultado estratégico no quesito informação de mercado e para 2016, já parte também para outras soluções integrativas que serão identificadas neste Fórum. “Um dos pontos fortes da nossa Bolsa são as informações geradas pela pesquisa de mercado MERCOMINAS que  dá a nós produtores dados para entendermos os cenários de produção e comercialização,  informações estas semelhantes às que são apresentadas na Bolsa que participei em Barcelona” disse Ricardo Batholo, diretor da ASEMG e presidente da ASTAP
Durante o evento os produtores presentes participaram de uma dinâmica sobre as forças, dificuldades, necessidades, equipe, estratégia, comunicação e novidades da Bolsa. Com o objetivo de revisar o regimento interno da Bolsa de Suínos de Minas Gerais e aplicar as conclusões extraídas durante a dinâmica, as lideranças agendaram para o dia 11/01/16 a convocação de uma Assembléia Geral para tratar exclusivamente do regulamento da mesma.
Fonte: Assessoria de Comunicação ASEMG