MINAS DÁ UM IMPORTANTE PASSO NA CRIAÇÃO DO FUNDO SANITÁRIO DA AGROPECUÁRIA

No último dia 17 estiveram reunidos representantes de entidades que compõem a agropecuária em Minas para darem início às tratativas de um assunto sobre o qual produtores de todo o Estado lutam há muitos anos. “Estamos trabalhando há 16 anos para criar este Fundo, passamos por diferentes governos e infelizmente não conseguimos torná-lo realidade. Muitas foram as noites sem dormir com medo de problemas sanitários que não teríamos como combater de maneira emergencial. Minas Gerais é diferente de outros estados como Mato Grosso, Goiás, entre outros, acredito que por termos a economia mais diversificada não se dê prioridade a agropecuária. Agora vamos tentar mudar este cenário. Para mim esta reunião se tornará histórica porque ao conseguirmos aprovar o Fundo será um grande feito para Minas Gerais. Já houveram contatos com o governador e com o secretário da fazenda para sensibilizá-los, estamos trabalhando, pensando na melhor forma de resolvermos a situação.” contou Dr. Altino Rodrigues Neto, superintendente técnico da FAEMG.
“Mais uma vez estamos na luta por um Fundo Sanitário, que é de extrema importância para a nossa atividade, ficamos mais esperançosos ao ver as ideias se tornando reuniões  como estas, que já discutem termos de atividade do Fundo, penso que esse seja o caminho e os produtores precisam apoiar a ideia porque caso não consigamos oficializar tal Fundo corremos o risco de perder o reconhecimento internacional de Minas como zona livre da PSC e também porque precisamos estar precavidos para possíveis problemas que possam acometer nossos plantéis” disse José Arnaldo Cardoso Penna, vice-presidente da ASEMG.
Para Glauber Machado, médico veterinário e  representante da DB Agro “o Fundo Sanitário é importante para todo o Estado e precisa existir o quanto antes”  disse.
Continuidade
Dando continuidade aos esforços iniciados no dia 17, representantes da ASEMG, AFRIG, AVIMIG, FAEMG, SINDUSCARNE, IMA, OCEMG,  SEAPA, entre outras se reuniram na sede da Secretaria para darem início às tratativas do Fundo junto ao Governo do Estado. “Tivemos uma reunião bastante produtiva, envolvendo entidades que representam a agropecuária mineira e sentimos que nossa solicitação foi muito bem recebida. Precisamos agora ajustar os detalhes distintos dos envolvidos no setor de carnes em Minas para que possamos dar o andamento técnico necessário para a criação definitiva do tão sonhado Fundo Sanitário da Agropecuária Mineira” comentou  Penna
O Secretário de Agricultura, João Cruz, se mostrou a favor da elaboração do Fundo,  nomeou o superintendente técnico da FAEMG, Dr. Altino Rodrigues Neto o coordenador do projeto  e deixou os participantes da reunião com boas expectativas. “Ficamos muito satisfeitos com o sinal positivo do Governo de Minas. Percebemos também que há uma unidade por parte dos setores de aves, suínos e bovinos em relação a  necessidade da existência do Fundo Sanitário” comentou Dr. Antônio Ferraz,  presidente da ASEMG.
Já existem novos encontros marcados para a discussão da parte técnica dos estatutos das três cadeias e finalmente a inserção de um Fundo Sanitário no dia a dia dos produtores.
Fonte: Assessoria de Comunicação ASEMG  (31) 2127-0360 l (31) 99150-0600